Portal do Governo Brasileiro

REUNI - Reestruturao e Expanso das Universidades Federais

UFSJ recebe avaliação positiva do Sinaes

A Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) recebeu, em outubro do ano passado, visita da comissão de avaliadores externos do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para cumprimento da terceira etapa do processo de avaliação instituído pelo Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes).

Os integrantes da comissão – Marieta Fernandes Santos, Celso Luiz da Silva e Carlos Dias Alves – verificaram in loco as informações enviadas ao Inep nas etapas anteriores do processo avaliativo, analisaram documentos oficiais e realizaram reuniões com docentes, corpo técnico-administrativo e discentes. Desse trabalho, resultou um relatório em que os avaliadores atribuíram conceito máximo (4 e 5) às dez categorias de análise da matriz de indicadores do Sinaes. Sete delas obtiveram conceito 4, e três, conceito 5, níveis semelhantes de excelência. “Esse resultado positivo reforça o trabalho constante que fazemos em prol da qualidade acadêmica e administrativa da UFSJ”, afirma Neyla Lourdes Belo, pró-reitora de Planejamento e presidente da Comissão Própria de Avaliação, responsável por gerir o processo interno da avaliação institucional.

No que se refere à dimensão de maior peso na avaliação externa (Corpo Social), que baliza a gestão do capital humano da instituição, incluída a aferição do desempenho de professores, alunos e técnicos, os avaliadores deram destaque aos projetos de incentivo ao desenvolvimento e aperfeiçoamento da carreira técnica e docente, o que “possibilitou o crescimento verticalizado da UFSJ”, resultando na ampliação dos cursos de graduação (de 16 para 42, com mais de 50 opções de entrada) e de pós-graduação stricto sensu (hoje são dez mestrados e um doutorado), graças aos programas federais de expansão e a uma política de qualificação continuada e consistente.

Quanto às políticas de atendimento aos discentes, contribuíram para o citado “perfil bom de qualidade” os programas de assistência estudantil, de extensão, pesquisa e monitoria, implementados como política institucional de fomento. A infraestrutura de apoio pedagógico é outro fator de peso apontado no relatório: “possui dezenas de laboratórios espaçosos, ventilados, iluminados e equipados com aparelhos em bom estado de conservação e cenários realistas, favorecendo o desenvolvimento de práticas educativas multidisciplinares. As bibliotecas contam com acervo aberto, em quantidade e qualidade – cerca de 120 mil títulos.”

As condições de trabalho também chamaram a atenção dos avaliadores externos: “É evidente os locais arejados e com iluminação adequada, ocorrendo por parte da administração atual esforço para atender satisfatoriamente a seus servidores com salas equipadas com computadores e acesso à internet ”
Outro ponto positivo é a coerência e constância de ações de responsabilidade social voltadas, principalmente, às necessidades da comunidade local e regional. Entre elas, desponta a experiência institucional em projetos de extensão ligados ao desenvolvimento social sustentado, como o Projeto Catadores, e ao resgate e preservação da memória cultural, como vem sendo feito há mais de uma década com as raízes negras da comunidade do Bairro São Geraldo, para citar apenas aqueles elencados no relatório do Inep.

Aliado a esse caráter científico da extensão, os avaliadores externos destacam a comunicação com a sociedade, efetivada por meio de um “estreito relacionamento” com os órgãos de comunicação locais e regionais, “importantes canais de difusão das informações geradas pela Universidade.”

Assessoria de Comunicação da UFSJ

 

VÍDEOS

 

Joomla Open Source